28 de agosto de 2009

RESUMO DA SESSÃO DA CÂMARA

Aconteceu na noite de ontem a quarta sessão ordinária do segundo período da Câmara Municipal de Vereadores de Santa Cruz do Capibaribe. Confira abaixo um resumo dos discursos dos vereadores que fizeram uso da tribuna:

Afrânio Marques – na abertura dos discursos da noite o vereador se referiu ao fato ocorrido no último sábado à noite, quando ele constatou que o Hospital Municipal Raymundo Francelino Aragão estava sem nenhum médico de plantão na emergência ambulatorial. O parlamentar demonstrou bastante preocupação com o fato e registrou a solução, que foi a chegada do secretário de saúde, Aragãozinho, que teve que suprir a lacuna assumindo o plantão. Afrânio denunciou ainda outras precariedades do hospital, citando como exemplo o fato do gerador de energia elétrica está quebrado. Para encerrar sua fala ele fez um apelo aos demais vereadores para a aprovação do requerimento que autoriza a doação de um terreno por parte da prefeitura ao INSS (Instituto Nacional de Seguridade Social).

Fernando Aragão – em sua fala o parlamentar confirmou o fato da falta de médicos na noite do último sábado no Hospital Municipal, só que isentou a administração pública da culpabilidade total, pois segundo ele o médico faltoso também deve ser responsabilizado pelo fato. Ele ainda enalteceu o fato do secretário de saúde ter se prontificado a resolver o problema suprindo o plantão. Outro fato registrado pelo parlamentar foi o problema em torno da precária sinalização da PE-160, que se tornou ponto de vários acidentes de trânsito nos últimos meses. Segundo ele, providências urgentes terão que ser adotadas para que a população não continue pagando caro, muitas vezes com a própria vida.

Dr. Nanau – no uso da tribuna o legislador também citou o fato da ausência de médicos no plantão do último sábado no Hospital Municipal, e disse que vários problemas teem que ser sanados o mais rápido possível. Nanau ainda disse que cabe a direção do hospital trabalhar para evitar que episódios como o relatado não voltem a acontecer. Ele também fez um apelo à administração municipal para que a mesma finalize uma serie de serviços que ainda não foram concluídos e que vêem causando transtornos a população. Outro ponto abordado por ele foi a situação vergonhosa em que se encontra o açougue municipal, que de acordo com ele é um desrespeito à população.

Deomedes Brito – em seu pronunciamento ele fez alusão à festa da padroeira da comunidade de Santo Agostinho que está acontecendo ao longo da semana. Ele também falou de um encontro que teve com representantes da Policia Militar, onde foram discutidas medidas que possam ser encontradas para solucionar o problema da violência urbana em nossa cidade. Outro ponto abordado pelo vereador foi a necessidade de se projetar novos espaços de lazer para o povo de Santa Cruz. Para finalizar ele citou a sua preocupação com fato da construção da nova cadeia pública local ainda não ter saído do papel.


Dimas Dantas – em sua fala ele cobrou uma postura forte por parte dos vereadores e de toda a classe política de Santa Cruz do Capibaribe em relação ao Governo do Estado, que para ele não dá atenção ao nosso município. Ele ainda fez referências à última sessão quando o vereador Afrânio teria acusado-o de ser incoerente. Dimas disse que as decisões que adotou ao longo de sua vida foram tomadas por uma série de episódios políticos partidários, e disse que acredita que todas as suas resoluções foram benéficas a população de Santa Cruz. Dimas atacou Afrânio, e disse que o mesmo tem um discurso diferente da prática, já que não tem honrado com os seus compromissos políticos e públicos, tendo ele desvirtuado o que deveria ser suas bandeiras de luta ao longo dos últimos anos.

Júnior Gomes – em seu discurso o legislador disse que sente que a cidade está abandonada pelo Governo do Estado. Júnior citou o problema do trânsito local, e falou de sua preocupação com o número crescente de vitimas da violência no trânsito. O vereador disse que a cidade não tem recebido nenhuma atenção pelo Governo Eduardo Campos e defendeu uma mobilização popular para a conclamação de serviços, melhorias e obras para a população. O parlamentar ainda teceu duras críticas ao DER (Departamento de Estradas e Rodagens) e responsabilizou o órgão pela ausência de serviços de melhorias em nossas principais vias.

Francisco Ricardo –
ao usar a tribuna o vereador se referiu ao problema da saúde em nosso município, e afirmou que muitos médicos vêem agindo de forma abusiva e desrespeitosa com a nossa população. O vereador disse que providencias terão que ser adotadas pra que o responsável, ou responsáveis, pela ausência de médicos em plantões do hospital municipal sejam identificados e punidos para que sirva e exemplo, e casos semelhantes não voltem a acontecer. Francisquinho abordou ainda a questão do trânsito local, e disse que a administração municipal também tem sua parcela de culpa, pois o prefeito é aliado do governador e deveria cobrar dele ações concretas para resolver esse grande problema do nosso dia-a-dia. Ele foi mais um a criticar duramente as ações do DER.

Zezin Buxin – o parlamentar foi mais um a abordar a questão do hospital municipal. Zezin defendeu a postura do vereador Afrânio, que foi até o local e permaneceu lá por um bom tempo, segundo ele em busca de soluções para o problema, e afirmou que não foi porque não teria como resolver a situação. Ele também citou o drama do trânsito local, citando mais um acidente ocorrido em uma das vias da cidade, para ele está faltando ações concretas por parte do Governo do Estado para a resolução do problema. Segundo Zezin a população terá também que se manifestar e reivindicar melhorias urgentes.

Ernesto Maia – no encerramento dos pronunciamentos ele fez um balanço dos discursos anteriores. Ele lembrou alguns pontos abordados por vários vereadores e deu ênfase às críticas feitas por Dimas à Afrânio ressaltando que nenhum colega de bancada saiu em defesa de Afrânio na hora dos ataques de Dimas Dantas. Ernesto lembrou rusgas que vêem acontecendo entre membros da bancada oposicionista, citou o episódio ocorrido na última semana entre Francisco Ricardo e Júnior Gomes, e deu a entender que exista um grande racha na mesma. Outro ponto abordado pelo parlamentar foi a apreciação das contas referentes ao ano de 2006 da gestão do ex-prefeito José Augusto Maia, segundo ele o processo ainda está sendo analisado nas comissões competentes da Câmara Municipal.


Rapidinhas da Câmara

Saúde em debate

A noite de ontem foi repleta de discursos em torno do fato ocorrido no último sábado à noite, quando o Hospital Municipal Raymundo Francelino Aragão estava sem nenhum médico de plantão na emergência ambulatorial.

Saúde em debate II


O primeiro a abordar o tema foi o vereador Afrânio, segundo ele a saúde pública de Santa Cruz está na UTI.

Saúde em debate III

Ainda de acordo com Afrânio o possível corte nas Insalubridades de alguns funcionários da rede municipal de saúde pode agravar ainda mais a situação.

Saúde em debate IV

De imediato Dimas rebateu o vereador e disse que nenhuma fonte oficial ainda noticiou essa medida, portanto nenhum servidor tem motivo para está apreensivo.

E para fechar... a culpa é do doutor

Para findar o presidente da Câmara Fernando Aragão disse que o médico faltoso também deve ser responsabilizado pelo fato, e não apenas a direção do hospital municipal.

Mas e o secretário?

Se o médico errou, errou mais ainda quem o contratou, nesse momento os gestores não podem ser eximidos de suas falhas, mesmo que supram os buracos deixados pelos seus comandados.

Uma noite de puxões de orelhas

Com a ausência do vereador Diogo Moraes a sessão de ontem faltou quem defendesse o governador Eduardo Campos (PSB) dos ataques fortes e constantes.

Uma noite de puxões de orelhas II

As criticas surgiram de todos os lados e as que mais chamaram a atenção foram as dos vereadores situacionistas Fernando Aragão e Dimas Dantas que defenderam uma grande mobilização popular em torno da busca de soluções para vários problemas enfrentados pela população de Santa Cruz, em especial a PE-160, que tem sido local de vários acidentes nos últimos dias.

Uma noite de puxões de orelhas III

Mas o ais forte ainda estava por vir. Ao fazer uso da tribuna o vereador Junior Gomes tachou o governo Eduardo Campos de omisso e covarde, por está simplesmente ignorando as necessidades de Santa cruz do Capibaribe.

“São as circunstâncias que governam o homem, não o homem que governa as circunstâncias.”

Com essa frase o vereador Dimas Dantas abriu seu discurso e a noite de ataques ao vereador Afrânio Marques.

Prática diferente da teoria

Segundo DD, Afrânio não tem sido fiel as suas bandeiras e que não tem agido com seriedade em suas ações.

A polêmica da fantasma

Em relação a existência de uma suposta funcionaria fantasma, chamada Roseane, que na gestão de DD teria ocupado uma função sem eu gabinete, o vereador não maneirou o tom de voz, ou melhor dos ataques, e chamou Afrânio de covarde, pois ele sabia que ela não trabalhava de forma ilegal.

O pastoril do Ernesto

Em seu discurso o vereador Ernesto Maia evocou o folclore popular para comparar a bancada oposicionista a um pastoril, devidamente rachado entre dois lados. O vermelho, que teria Afrânio e Junior Gomes e o azul, com Francisquinho e Nanau.

O pedegueba

Ainda segundo ele o vereador Zezin Buxin seria o pedegueba, aquele que teria bom fluxo nos dois lados.

O contra-ataque

Ernesto foi duramente criticado pelos vereadores oposicionistas, que o acusaram de está transformando a sessão em um espetáculo circense.

O contra-ataque II

E para fechar, Afrânio fez Ernesto provar do seu próprio veneno, a ironia que lhe é peculiar. Afrânio “parabenizou” o colega pelo excelente conteúdo de seu pronunciamento. Ernesto que não deixa passar uma agradeceu imediatamente.
-
César Mello. Críticas e sugestões ccbraz10@hotmail.com

5 comentários:

roberto acs disse...

PARABENS ACS/ACE DE TODO BRASIL QUE VITORIA MAS AINDA NAO ACABOU NOS AJUNDE PRA QUE NA CAMERA DOS DEPUTADOS SEJA LOGO VOTADO E APROVADO ACS ROBERTO ENTRE NO MEU SITE LA VOCES TERAM A LISTA DOS DEPUTADOS FEDERAIS MEU SITE E http://wwwacsrobertocom.blogspot.com/

jailma disse...

Nao sei se todo mundo ja percebeu,mas quando acontece reuniao na camara de vereadores,o vereador Ernesto maia so vai fazer o uso da tribuna pra falar da vida pessoal dos vereadores e nao apresenta nada de bom pra santa cruz..povo tem que estar vendo que ele nao faz nada a nao ser se incomodar com a vida dos outros.Na proxima eleiçao o povo tem que saber escolher,ele nao serve nem pra vereador,so serve pra ser louro jose...

jailma disse...

Nao sei se todo mundo ja percebeu,mas quando acontece reuniao na camara de vereadores,o vereador Ernesto maia so vai fazer o uso da tribuna pra falar da vida pessoal dos vereadores e nao apresenta nada de bom pra santa cruz..povo tem que estar vendo que ele nao faz nada a nao ser se incomodar com a vida dos outros.Na proxima eleiçao o povo tem que saber escolher,ele nao serve nem pra vereador,so serve pra ser louro jose...

Anônimo disse...

Jailma,deixa de ser boca preta,Ernesto foi o vereador que mais apresentou prejetos nesta legislatura e pelo que vi e ouvi ele criticou as brigas dentro do grupo de oposição!!!!

Anônimo disse...

PARABENS JAILMA SE TODOS PENSSASSE IQUAL A NOS ESSE VEREADOR JA TINHA CAIDO FORA A MUITO TEMPO ELE DEVIA OLHAR PARA O RABO ANTES DE FALAR QUALQUER COISA POIS ELE NAO TEM QUE FALAR DE NINQUEM SE ELE E OPIOR DE TODOS AQUI QUEM FALA E UMA TABOQUINHA