6 de novembro de 2009

RESUMO DA SESSÃO DA CÂMARA

Aconteceu na noite de ontem a décima quarta sessão ordinária do segundo período da Câmara Municipal de Vereadores de Santa Cruz do Capibaribe. Confira abaixo um resumo dos discursos dos vereadores que fizeram uso da tribuna:

Deomedes Brito – na abertura dos discursos ele citou a importância de investimentos que serão feitos no trânsito da cidade de Santa Cruz. DB ainda citou sua preocupação com a atual situação do Hospital Municipal Raymundo Francelino Aragão que segundo ele precisa de medidas urgentes para melhorar o atendimento a população. Deomedes falou ainda da transposição do Rio São Francisco, que para ele será a redenção do Nordeste. O vereador disse ainda que está feliz porque recebeu a notícia que algumas ruas da cidade poderão ser saneadas e calçadas ainda em 2009.

Ernesto Maia – em sua fala ele fez um alerta à bancada de situação e todo o seu grupo político quanto à necessidade de todos unirem forças para que a cidade de Santa Cruz do Capibaribe não perca a promoção de eventos e benfeitorias para outras cidades. Segundo Ernesto a cidade de Santa Cruz só era beneficiada quando o hoje prefeito Toinho do Pará (PTB) ocupava o cargo de deputado estadual. Segundo o vereador a cidade carece de um interlocutor mais capaz junto ao governador Eduardo Campos, já que segundo ele a missão pode ter se tornado pesada demais para o ex-deputado Oseas Moraes (PSB) e para o vereador Diogo Moraes.

Diogo Moraes – em seu discurso o legislador respondeu de imediato ao vereador Ernesto Maia dizendo que ele e seu pai dão conta sim da missão de servirem de interlocutores junto ao governo Eduardo Campos. Usado um tom de voz áspero Diogo fez questão de frisar que o seu pai, Oseas Moraes, apesar de não ocupar nenhum mandato eletivo tem lutado e conseguido benefícios para a população de Santa Cruz e região. O legislador fez uma defesa contundente do seu pai e exaltou a sua história junto ao grupo político, e bateu pesado no vereador Ernesto, deixando claras as divergências entre o grupo Moraes e a família Maia.

Francisco Ricardo – ao fazer uso da tribuna o parlamentar se referiu aos pronunciamentos anteriores e parabenizou o vereador Diogo pela forma como ele defendeu o ex-deputado Oseas. Ele ainda citou a recente postagem no Blog do Magno onde a situação política do ex-prefeito José Augusto Maia foi detalhada e considerada muito complicada. FR trouxe a tona ainda os processos que correm na justiça contra José Augusto. Segundo Fransciquinho Oseas Moraes nunca abandonou o ex-governador Miguel Arraes, ao contrário de José Augusto que o traiu em detrimento à candidatura de Armando Monteiro (PTB).

Dr. Nanau – em seu pronunciamento ele se referiu ao caótico quadro em que se encontra a saúde pública de Santa Cruz do Capibaribe. Nanau disse acreditar nas ações do Conselho Municipal de Saúde, que para ele poderá contribuir fiscalizando e cobrando melhorias urgentes para a área. O vereador cobrou ainda a execução da obra de construção da Academia as Cidades, no bairro da Cohab, que foi prometida há mais de quatro meses só que ainda não saiu do papel, assim como a recuperação do asfalto da Avenida 29 de Dezembro.

Zezin Buxin – em sua fala o vereador citou as viagens que ele faz rotineiramente à Campina Grande levando e trazendo passageiros que procuram tratamento médico. ZB disse que toso aqueles que vão à cidade com ele são conscientes que terão que pagar pelas consultas, exames e cirurgias, com exceção à algumas oportunidades em que ele consegue descontos e até mesmo isenção de cobranças. Para ele as críticas ao seu trabalho, feitas pelo vereador Fernando Aragão, partem de alguém que não conhece o sofrimento do povo. Segundo Zezin providências urgentes teem que se adotada para que a população não padeça por mais tempo em hospitais públicos de todo o Estado.

Afrânio Marques – em seu discurso o vereador falou da situação precária enfrentada por várias escolas da rede municipal de ensino, a citação do nome de José Augusto Maia no Blog do Magno e o desencontro de informações quanto à chegada das contas de José Augusto, referentes à administração de 2006. Segundo Afrânio o prefeito Toinho do Pará tem agido de forma omissa ao esconder a real situação financeira da administração municipal, e disse ainda que enquanto o gestor da cidade não coloca a situação às claras a população sofre com o caos administrativo. Para o legislador o governo municipal não tem cuidado bem da cidade e do seu povo, ao contrário do que diz o slogan da gestão que é “Construir e cuidar das pessoas”.

Fernando Aragão – no uso da palavra o legislador criticou o vereador Afrânio que para ele usa das beneficies de ser oposição para bater no poder público. Ele ainda citou o vereador Zezin Buxin, que para ele distorce os seus trabalhos junto à população de Santa Cruz. Segundo FA os médicos do Hospital Municipal teem agido com arrumadinhos e safadezas dentro do hospital prejudicando o povo da cidade e prefeito Toinho que tem tido sua imagem prejudicada com a situação. O vereador disse que apesar do que é dito e debatido na mídia local ele nunca defendeu a COMPESA. Ele fechou sua participação cobrando da oposição trabalhos mais efetivos e contundentes.

Júnior Gomes – em sua fala o parlamentar se referiu ao discurso de Fernando Aragão e disse que ele ficaria feliz se a oposição fosse a tribuna culpar o povo da cidade por ficar doente, e não a prefeitura por não dar conta de suas atribuições da área da saúde. JG zombou ainda do “feito” do prefeito Toinho, que na última segunda-feira (02) inaugurou a nova fachada de um dos cemitérios da cidade. Segundo ele a bancada de situação tem agido com incoerência, e falou também da chegada de relatórios do Tribunal de Contas do Estado detalhando trechos dos processos que correm contra o ex-prefeito José Augusto.

Dimas Dantas – para fechar os pronunciamentos DD prometeu se empenhar em defender o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), que segundo ele tem tido a sua atuação reconhecida no Brasil e no exterior. Dimas ainda se referiu a Dilma Roussef (PT), que segundo ele tem uma historia política que poucos têm hoje em nosso país. Para o vereador a sociedade tem o dever de apoiar o novo secretário de saúde, que tem sofrido as conseqüências pelos maus profissionais que atuam no Hospital Municipal. Ele ainda se referiu ao péssimo atendimento dado pelos médicos a população da cidade.

Rapidinhas da Câmara

O trunfo agora é pau

O que muitos analistas políticos esperavam apenas para o ano de 2010 já aconteceu, foi declarada a guerra entre os grupos Moraes e Maia.

O trunfo agora é pau II

Em seu discurso na noite de ontem Ernesto não perdeu a oportunidade e colocou em cheque a capacidade do ex-deputado Oseas Moraes e do vereador Diogo Moraes em responder pelas ações do Governo do Estado em Santa Cruz.

O trunfo agora é pau III

A reposta veio no discurso de Diogo, que em tom áspero e emocionado rebateu Ernesto.

O trunfo agora é pau IV

Segundo DM o seu pai, Oseas Moraes, tem portas abertas junto ao governo ao contrário de Ernesto e seu tio José Augusto Maia.

O trunfo agora é pau V

Segundo Diogo seu pai é um homem de história dentro do partido, sempre respeitou a todos e por isso até hoje é respeitado.

O trunfo agora é pau VI

Diogo evocou ainda a histórica lealdade de Oseas com o ex-governador Miguel Arraes, lembrando que seu pai nunca abandonou Arraes, mesmo nos momentos mais difíceis de sua vida política, ao contrário de outros...

O trunfo agora é pau VII

Diogo disse ainda que a pior das atitudes do ser humano é a ingratidão e aconselhou o vereador Ernesto a ir a Recife e lutar por obras concretas e melhorias para a cidade.

E é pau mesmo...

Os debates de ontem evidenciaram as rusgas entre as famílias, que antes dividiram palanques, e agora racham os principais debates políticos da cidade. E olha que estamos ainda a 11 meses do próximo pleito, ou seja, muita bronca, muitas mágoas ainda hão de rolar.

-


César Mello- Críticas e sugestões ccbraz10@hotmail.com

Um comentário:

Emmanuel disse...

Ok!


Enquanto isso, nós, meros mortais, ficamos vivendo nesse limbo político, assistindo numa SESSÃO DA CÂMARA defesinhas mesquinhas de grupinhos politicozinhos desde há muito tempo...

Até quando teremos que suportar na câmara, que é um espaço para a construção da legislação do Estado, no caso nosso município querido e esquecido, uma briga por VOTOS...?

Senhores vereadores, os votos do pai e tio já tão aí! Façam política, façam política verdadeira, façam o bem pra nossa terra! É isso que como cidadãos esperamos! Caso contrário, sequer serão eleitos na próxima...

...quer saber? Serão eleitos novamente sim... Com a consciência política de nosso povo, me espantaria se não fossem...

lamentável...


Emmanuel Rodrigues